Quem é o 18.666?

Quem é o 18.666?

Carlos Inácio é psicólogo, advogado e candidato a Deputado Distrital pelo REDE (Rede Sustentabilidade), número 18.666 e, dentre as suas principais propostas, defende o direito ao corpo e um Estado menos autoritário, coercitivo e punitivo. Conheça melhor o candidato e as propostas de Carlos Inácio.

1. Quem é Carlos Inácio e por que está se candidatando a deputado distrital?

Carlos Inácio é casado, professor universitário, formado em Psicologia e Direito, com mestrado e doutorado, além de possuir vasta experiência no serviço público (Secretaria do Meio Ambiente de BH/MG, Polícia Federal, Presidência da República e Advocacia-Geral da União).

Estou me candidatando a deputado distrital para poder emprestar a minha voz à população menos favorecida, principalmente àqueles que são desrespeitados na sua cidadania pela violência: jovens, negros, homossexuais, presos, prostitutas, moradores de rua, moradores da periferia, índios e mulheres.

2. Explique melhor o que você quer dizer com o slogan “(A)ponta para o nosso futuro”.

O slogan “(A)ponta para o nosso futuro” tem verbo (apontar) e substantivo (a ponta) e coloca a discussão sobre qual o futuro que queremos para o Distrito Federal e como chegar até ele. Nesse rumo está o combate à desigualdade social, o acolhimento e respeito à diversidade da população bem como o exercício do mandato com muita responsabilidade.

3. Quais são as suas principais propostas?

*  Defender um tratamento digno nos serviços públicos para os usuários de drogas, mulheres que fazem aborto, população LGBT, doentes terminais, presidiários.

* Incentivar a abertura de linhas de crédito no BRB para projetos sociais, especialmente para mulheres microempreendedoras, bem como adoção de taxas mais baratas do que os bancos privados a fim de aumentar a competitividade e a desconcentração no sistema financeiro.

* Viabilizar a transformação do Lixão da Estrutural em Usina de produção de energia (gás metano/térmica), através de parcerias público-privado.

* Estabelecer o prêmio “melhor aluno da escola pública do DF” nas séries do ensino médio, com direito a uma semana de estadia, acompanhado do responsável, em uma das Embaixadas brasileiras na América.

* Ampliar a carga horária, nas escolas públicas, para segunda língua e para educação artística (música, teatro, desenho, pintura, escultura, cinema, literatura).

* Firmar convênios com o Entorno para que todas as linhas de ônibus que circulam no DF tenham catraca eletrônica para evitar assaltos e fraudes.

* Alocar verbas para a implementação do transporte público ferroviário entre Brasília, Valparaíso, Cidade Ocidental, Luziânia.

* Destinar recursos para a criação de uma linha circular Congresso – Rodoviária – Câmara Legislativa (double decker com outdoors, como os de Londres), para estimular o turismo cívico e aproximar o Poder Legislativo da população.

* Aumentar o número de mulheres e negros(as) nas Polícias Militar e Civil do Distrito Federal.

* Fiscalizar o trabalho da Polícia, do Ministério Público e do Poder Judiciário do DF, para evitar abuso e omissão de autoridades.

* Expandir o serviço social penitenciário, bem como favorecer os convênios do GDF com a Fundação Nacional do Preso – FUNAP e os empresários do DF, visando a reintegração social dos internos/egressos.

* Destinar recurso para as “Casas Rosas” de acolhimento a população LGBT expulsos de suas famílias.

* Fornecer cannabis medicinal na rede pública de saúde do DF para tratamento da epilepsia refratária, esclerose múltipla, câncer.

* Implementar um mecanismo de compensação tributária para a CAESB/CEB estimular a redução no consumo de água/energia e aumentar o tratamento de esgoto e a expansão da rede de transmissão, para compensar a redução de receita e o aumento de custos em razão dessas atividades.

Conheça outras propostas do candidato Carlos Inácio

4. Quais são os maiores desafios do GDF e como resolvê-los em curto e médio prazos?

Os maiores desafios do GDF é fornecer à população serviços públicos de qualidade, principalmene nas áreas da Saúde, Segurança Pública e Mobilidade, bem como fazer a regularização fundiária das áreas irregulares.
A ampliação da utilização de aplicativos de monitoramento e avaliação das políticas públicas pela população será um instrumento de coleta de dados muito importante e que poderá alavancar o controle da qualidade e eficiência dos serviços públicos.

5. Caso seja eleito, como seus eleitores poderão contribuir com a sua legislatura?

O mandato parlamentar é instrumento da população para realização de seus interesses legítimos e nesse rumo pretendo aumentar os canais de aproximação e comunicação com a população (físicos e virtuais) de modo a emprestar a minha voz e os recursos disponibilizados na defesa das suas demandas, principalmente das camadas mais invizibilizadas e menos empoderadas